Porque não criar um site no Wix?

A pergunta que muitas pessoas fazem quando decidem investir na criação de sites é: Qual plataforma devo escolher, Wix ou WordPress?

Neste artigo, vamos elencar alguns dos motivos de porque não escolher o Wix caso você queira investir na criação de um site profissional.

1. Ter um site no Wix é como morar de aluguel

Definitivamente o Wix é uma plataforma que amarra os clientes, e não dá qualquer tipo de liberdade. O Wix nada mais é do que uma plataforma que junta criação de sites, com revenda de domínios e servidor de hospedagem. O problema disso é que você não tem como escolher apenas criar o site no Wix e hospedar em outro servidor. Você é obrigado a fechar o pacote completo.

Sabe porque isso pode ser muito problemático para você?

Vamos dizer que você atualmente é capaz de pagar suas taxas de hospedagem, mas depois o Wix aumenta os preços e você não pode mais pagar. Adivinha? Você perde seu site. Não há como tirar os arquivos do site do Wix e hospedá-los em outro lugar porque o Wix tem seu próprio construtor de sites que não funciona em nenhum outro lugar  Você terá que começar do zero.

Além disso, um site feito no Wix nunca será seu. Você terá que pagar mensalidade obrigatória para sempre, e caso não pague seu site sairá do ar.

2. Bonito, mas ineficiente

Os defensores da criação de um site no Wix poderiam argumentar que a interface é simples e dinâmica, permitindo a rápida organização dos dados desejados, a alteração entre temas e a facilidade de navegação, mas, infelizmente, tudo isso é obscurecido quando descobrimos que a estrutura utilizada pela plataforma é bastante problemática por dentro.

O primeiro problema é a dificuldade que mecanismos de busca como o Google têm ao indexar um site no Wix. O buscador utiliza recursos que esse provedor não conseguiu desenvolver de forma satisfatória, resultando numa classificação muito baixa ou até mesmo inexistente nos resultados.

Isso acontece devido à como o site no Wix organiza o conteúdo armazenado na plataforma. Estamos falando do código em HTML por trás daquela página bonitinha que visualizamos na tela do computador, tablet ou smartphone.

A consequência direta é que o seu site, aquele mesmo que ficou lindo e fácil de navegar, não é encontrado por possíveis novos clientes, um desastre administrativo.

Devido à essa deficiência técnica, pouco adianta investir em artigos e conteúdos para blog, já que os clientes em potencial não encontrarão o seu site.

3. Os sites da Wix são limitados

Uma das maiores preocupações das empresas na hora de construir um site profissional é que ele seja 100% personalizado, com a identidade da empresa.

Se você quiser adicionar novas funcionalidades no seu site Wix, como por exemplo uma área customizada para usuários, uma plataforma de cursos online, um layout moderno com elementos diferenciados, você não terá sucesso. Com um site feito em WordPress ou outra plataforma de código livre, você pode contratar qualquer empresa de webdesign profissional para reformular e otimizar o layout do seu site exatamente do jeito que lhe agrada. Com o Wix, depois de ter escolhido seu modelo, você não pode escolher um diferente. Você está preso com o primeiro que você escolheu. Isso, apesar de tantos pedidos, é agora um tópico de suporte no qual o Wix precisou afirmar que isso não é possível, e também não é possível combinar elementos de modelos diferentes.

O que quero dizer com isso: seu site não terá diferencial nenhum. Será um site padrão, ou seja, seu concorrente pode ter o mesmo site mudando o logo e cores.

Com um site personalizado feito em WordPress, você poderáq contratar qualquer desenvolvedor profissional para adicionar funcionalidades e fazer com que ela funcione exatamente como você deseja. Com o Wix, designers e desenvolvedores não têm controle sobre o seu site. O construtor de sites não fornece acesso ao código real, onde as alterações podem ser implementadas.

4. Os sites Wix estão repletos de códigos inválidos

O W3C (World Wide Web Consortium) é uma organização internacional que desenvolve e especifica o que é o que não é uma codificação válida. Essas especificações são aplicadas pelos navegadores do site (por exemplo, Chrome e Firefox) para padronizar como determinados elementos HTML e CSS aparecem para o usuário e como eles funcionam.

Quando um desenvolvedor da Web não adere a esses padrões, os navegadores de sites precisam adivinhar como exibir algo. Quando o navegador faz isso, ele é chamado de ‘Quirks Mode’ e no modo quirks, as coisas podem (e muitas vezes) dão errado. Navegadores diferentes têm algoritmos diferentes e exibem o website de maneira diferente, o que significa que seu site pode parecer legal no Chrome, mas não funcionar no Firefox. Um código inválido também pode resultar em problemas para que os crawlers do Google analisem adequadamente o site. Os problemas de rastreamento e posicionamento no Google, por sua vez, resultam em classificação mais baixa nas SERPs (páginas de resultados do mecanismo de pesquisa).

Os modelos Wix estão repletos de erros. Nós da UpSites testamos isso criando um site de teste no Wix, não mudando nada, e executando-o através do validador do W3C. O resultado = só na homepage foram apontados 7 erros.

5. Os templates do Wix não transmitem magicamente habilidades de design

Deixando de lado a codificação, os modelos como estão, não são esteticamente feios. O problema é que eles não ficarão da maneira como você viu na demonstração. Você precisará retirar todo o conteúdo pré-carregado e colocar suas próprias imagens e textos lá… mas você não é um webdesigner. Depois que você terminar, os elementos ficarão desalinhados com pouco espaço. As fotos serão esticadas e pixeladas. As cores serão conflitantes. Informações importantes não terão destaque e seu layout todo ficará caótico.

Existem formas certas e erradas de trabalhar com webdesign, com objetivos muito específicos em mente, apoiados por estudos psicológicos e de marketing. Design gráfico não é sobre o que você gosta ou o que você acha que parece bom. Trata-se de retratar sua marca de uma maneira muito específica para atrair o público-alvo certo. Se você é sério sobre como ganhar dinheiro, então não sucumba ao seu próprio ego e contrate um especialista no assunto para criar um site realmente profissional e que te te dê retorno de investimento.

6. WordPress é a alternativa mais viável

Agora que já definimos que fazer um site no Wix só é uma boa ideia se você pretende utilizá-lo apenas para fins amadores, é hora de falar sobre a alternativa mais viável, a solução mais comum para quem precisa de um site profissional para o seu negócio.

Aqui na UpSites boa parte das pessoas que nos procuram desejam refazer sites que estão no Wix paraWordpress. Sim, o WordPress não é para todos, se você está querendo fazer isso por conta própria a curva de aprendizado será mais longa. Mas lembre-se, o seu site é a cara do seu negócio. Lá vai aquele velho ditado: “Você tem que gastar dinheiro para ganhar dinheiro” e eu acho que esse é um exemplo perfeito disso.

O WordPress é a ferramenta mais utilizada por desenvolvedores web que desejam um site funcionando em conformidade com os padrões atuais de negócio e sem ficar de fora dos mecanismos de busca ou das benesses trazidas pelo marketing de conteúdo.

Assim com o site no Wix, o WordPress também pode ser utilizado de forma gratuita, bem como permite a utilização de templates prontos, embora essa seja apenas a solução de entrada, não adequada para um uso mais profissional.

O diferencial do WordPress para o Wix é que um site no WordPress sempre será seu, você não precisará pagar mensalidades obrigatórias e conseguirá personalizar o site exatamente do jeito que você quer, sem limitações.

Obviamente, um site mais personalizado, mais profissional e mais capaz, terá um custo maior, pois, ao contrário do site no Wix, fazer alterações no WordPress exigirá um conhecimento um pouco mais técnico e especializado.

Você pode contratar um desenvolvedor ou contratar uma empresa profissional para fazer esse desenvolvimento, mas é bom ter em mente que o mercado digital é muito dinâmico e mudanças em seu site podem ser necessárias de tempos em tempos, bem como manutenções esporádicas.

Por isso, a melhor solução é buscar um plano contínuo com alguma empresa de serviços web que ofereça, além da criação e customização inicial do site, um serviço de manutenção e acompanhamento.

 

Resumo

Entendemos que os tempos estão difíceis, que as contas não param de aumentar e que você quer crescer sua empresa e vender mais. Inicialmente, fazer um site no Wix pagando um valor reduzido mensalmente soa como um bom investimento, mas vai custar caro no longo prazo. Se você não puder pagar um site profissional, sugiro humildemente criar e manter uma página de negócios no Facebook e começar a economizar para um site com design profissional. Desta forma, quando você puder pagar pelo seu site, sua mídia social já estará estabelecida e funcionando para você.

 

5 estratégias avançadas do Google AdWords que você pode implementar hoje

Sua concorrência conhece esses switches e mostradores avançados no Google AdWords? Imagem de Marcin Wichary via Flickr.

À medida que o Google AdWords se torna cada vez mais competitivo, buscamos profissionais de marketing que precisam procurar um tesouro.

Às vezes, esse tesouro vem na forma de switches e discos avançados encontrados na interface do Google AdWords : os pequenos tweets de campanha do PPC tornam seus anúncios mais relevantes e mantêm você à frente da concorrência.

Estou aqui para compartilhar cinco dessas dicas e truques. Vamos lá.

1. Testar públicos-alvo no mercado

Você já se perguntou o que o Google faz com a enorme quantidade de dados que coleta de forma silenciosa sobre todos nós enquanto percorremos uma variedade de produtos do Google e websites infundidos pelo rastreamento do Google?

Um recurso do Google AdWords recém-lançado, chamado públicos-alvo no mercado, faz uso dessas informações preciosas.

A ideia por trás desse recurso é permitir que os anunciantes visualizem além da demografia e segmentem usuários que demonstraram que estão no mercado de um produto específico com base em seu comportamento na web. Por exemplo, se você investir na palavra-chave “criação de sites sp” você estará segmentando sua audiência apenas para pessoas de são paulo, que tem interesse em desenvolvimento de sites.

Como o Google sabe quando um visitante está pesquisando e comparando produtos ativamente ou clicando em anúncios e conversões semelhantes, eles podem aproveitar esses dados para ajudar os anunciantes a alcançar clientes em potencial em vários sites da web.

Veja alguns dos públicos-alvo disponíveis no mercado e onde eles aparecem no Google AdWords:

públicos-alvo no mercado
Os públicos-alvo no mercado permitem que você aproveite os dados do Google para segmentar clientes que demonstraram que estão no mercado para seu produto.

Digamos que você seja um vendedor de carros e queira vender para pessoas cujo comportamento na web tenha indicado que eles estão planejando comprar um carro novo em breve. Esse recurso é uma ótima maneira de acompanhar esse público-alvo usando um grande volume de dados do Google.

Você pode (e deve) segmentar públicos-alvo no mercado com base nas palavras-chave que você já está segmentando em suas campanhas de pesquisa.

2. Experimente os anúncios dinâmicos do AdWords

O remarketing padrão exibe anúncios sem saber qual produto específico um visitante visualizou em seu site.

Mas o Google lançou recentemente a capacidade de fazer remarketing específico do produto . Especialmente para os varejistas, esse é um recurso que vale a pena testar.

Com uma pequena ajuda de seus amigos do Google, você pode determinar quais produtos as pessoas visualizaram e exibir anúncios de remarketing com esses mesmos produtos.

Em outras palavras, você pode dar às pessoas exatamente o que elas querem.

Veja como é um anúncio dinâmico:

amazon-socks
Como você pode ver, recentemente verifiquei algumas meias na Amazon. Não julgue.

Agora, quando eu saio em outro lugar na web, eles estão me lembrando que eu olhei para este item, mas nunca comprei. Como você pode imaginar, essa tática de remarketing cria anúncios altamente relevantes que convertem muito bem.

Quer tentar?

Aqui está um guia detalhado para configurá-los.

3. Personalize anúncios com atualizações em tempo real

Você sabe que a urgência é um componente importante da cópia do anúncio de alto desempenho, mas quem tem tempo para executar constantemente promoções, atualizar códigos de cupom e ajustar o texto do anúncio de acordo? Você não.

É por isso que o Google introduziu um conjunto prático de scripts que o redator publicitário leigo pode entender.

Por exemplo, agora você pode informar ao Google: “Minha venda começa hoje e termina em 14 dias, portanto atualize minha cópia do anúncio sempre que a mostrar.” Você pode até usar essa estratégia até a hora : “O Webinar começa em duas horas – não esqueça de reclamar o seu lugar.

Mas isso é apenas a ponta do iceberg.

Existem muitos outros elementos dinâmicos no anúncio que você pode controlartambém. Veja o exemplo abaixo, onde tudo destacado em amarelo é dinâmico:

pro-chicote-misturador

Agora você pode codificar o nome do produto (ProWhip 300), detalhes do produto (5-quart), preço (US $ 199) e data final da promoção (5 dias).

Antes desse tipo de personalização estar disponível, os varejistas do Google AdWords da antiga escola precisavam configurar uma planilha enorme em que o inventário era catalogado e atualizado. Dessa forma, o Google poderia incluir os parâmetros adequados de modelo de produto, preço e venda.

Agora, você pode fazer isso com um pouco de código simples o suficiente para que os profissionais de marketing on-line se envolvam diretamente na interface do Google AdWords . Os tempos estão mudando’.

Para mais informações sobre atualizações em tempo real, confira este artigo.

4. Agende anúncios para corresponder à sua largura de banda de vendas

Não há nada mais frustrante do que pagar por leads que ficaram frios. Então, por que veiculamos anúncios que geram leads às 3h da manhã quando não há ninguém para ligá-los?

Em algumas empresas, seu cliente esperará por essa chamada, mas outras são diferentes. Quando um lead é quente, é quente, e depois de algumas horas, uma necessidade de queima torna-se uma consulta passiva na melhor das hipóteses.

Para maximizar o retorno do investimento em publicidade, algumas empresas usam o agendamento de anúncios religiosamente. Veja como uma estratégia de programação de anúncios de PPC gerou uma melhoria de 69% no custo por aquisição .

Ele é encontrado nas configurações avançadas da campanha e é assim:

programação de anúncios

Isso é especialmente útil se, digamos, seus escritórios e equipe de vendas estiverem localizados na Holanda enquanto seus clientes em potencial se aproximam dos EUA. Ou se você determinar que seu público é mais propenso a comprar em uma determinada hora do dia .

Esse simples ajuste ajuda a garantir que você pague apenas pelos leads que estão quentes na impressora.

5. Não deixe que os concorrentes drenem seu orçamento de publicidade

Seus concorrentes estão clicando nos seus anúncios – eu garanto isso. Há um hack dourado que você pode empregar para não pagar por esses cliques.

O hack? Use exclusões de IP.

Há um truque para descobrir e bloquear os endereços IP dos seus concorrentes, impedindo que eles vejam seus anúncios novamente. E eu vou ensinar isso para você.

Primeiro, você precisa determinar os endereços IP dos seus concorrentes. Você pode precisar tentar algumas táticas diferentes:

  • Encontre um email da empresa. Você pode localizar o endereço IP observando o conteúdo do cabeçalho do email . Este artigo explica como.
  • Localize o endereço IP para o nome de domínio da empresa . Aqui está um artigo eHow explicando como fazer isso. Às vezes, as empresas usam um endereço IP diferente para navegar na web do que o site em que estão hospedadas, portanto, isso pode ser complicado. Dê uma chance.

Depois de ter os endereços IP, basta ir até ” Exclusão do endereço IP ” nas configurações do Google AdWords e colá-los. Veja como é a tela:

exclusão de endereço IP

E voilà. Seus IPs agora estão bloqueados.

Teste seu caminho para melhorar o ROI

Como acontece com qualquer estratégia de marketing, nem todas essas táticas funcionarão para todos.

Em última análise, a maioria dos profissionais de marketing de pesquisa lhe dirá para testar quase tudo. Porque você deveria.

É minha esperança que através destas cinco ideias você tenha encontrado algo inspirador.

Qual dessas táticas você tentará a seguir? Esquecemos algum dos seus truques favoritos? Deixe-nos saber nos comentários.